Calúnia

 

 

O caluniador é um assassino moral.

Calúnia (Falsa imputação (a alguém) de um fato definido como crime. Mentira, (Afirmar coisa que sabe ser contrária à verdade) falsidade, invenção.)

 

 

Calúnia é uma afirmação falsa e desonrosa a respeito de alguém, inclusive mortos. Consiste em atribuir, falsamente, a alguém a responsabilidade pela prática de um fato determinado definido como crime, feita com má-fé. Pode ser feita verbalmente, de forma escrita, por representação gráfica ou internet.

Os caluniadores são como o fogo que enegrece a madeira verde, não podendo queimá-la.

 

 

A calúnia e a injúria são armas da ignorância.A calúnia é um fogo devorador, que consome tudo em que toca, e que enegrece o que não pode consumir.

 

 

O inimigo de Deus se revoltou contra o seu próprio criador, Deus, pela inveja. Qual seria então a magnitude de tal sentimento? O mais pavoroso de todos. O pior deles. O tormento inicial. A verdadeira raiz da calúnia. Esta sim, um mal de covardia estratosférica, incomensurável."A calúnia é um recurso dos pobres de espírito, e dos incompetentes"A calúnia é tão grave, que Deus a colocou, junto com a inveja, entre os dez mandamentos, ainda no Gênesis da criação.A inveja: “Não cobiçarás...” 

 

 

A Calúnia: “Não levantarás falso testemunho...” Nas redes sociais, os posts sobre as tristezas das vítimas das “fofocas” se multiplicam. Há uma epidemia de: “Me odeia? Então entre na fila!”.Uma pandemia mundial. Falar mal dos outros se tornou a única saída dos infelizes, dos mal amados e dos invejosos incapazes de ser o que voce é.O inimigo de Deus espalha essa violência sem que muitos não se apercebam.

 

 

Há demônios específicos no mundo espiritual só para criar e distribuir calúnias. Novamente os seres humanos sendo usados.

 

 

Há que se ter um entendimento definitivo sobre o bem e o mal entre as pessoas. Calúnia destrói vidas inteiras. Não é criação humana, intelectual. É de ordem espiritual. A Bíblia está repleta de citações sobre esta situação fatídica. 

 

 

Não adianta, ninguém escapa. Mas o que o caluniador mais deseja é que não se revele “a fonte”. Não quer ser pego em tamanha maldade. Pobres covardes. Querem destruir alguém e continuar no anonimato.

 

 

 Mentira tem perna curta, e logo todos ficam sabendo de onde partiu a ação demoníaca, da boca de quem, e o caluniador cai por terra. Tiago, irmão de Jesus Cristo, nos fala da língua, do seu poder de destruição abominável. Tiago 3. O problema reside em como combater toda essa maldade da calúnia? Se nós somos caluniados não só pelos nossos declarados inimigos, mas também pelos próprios amigos e principalmente familiares? A inveja leva a sua vítima à infelicidade, e esta, à calúnia.

 

 

Há uma co-participação imediata nesta lógica. Em todas as classes sociais. Das favelas às altas rodas de “gente importante”. Na história há exemplos memoráveis. "Uma mentira contada muitas vezes (até mil vezes) se tornaria verdade", dizia Joseph Goebbels, ministro da propaganda nazista da segunda guerra mundial.

 

 

Os nazistas são uma casta de demônios devastadores.Muitos de nós, vítimas dessas intrigas abomináveis, adoecem emocionalmente e até morrem. Gera uma tristeza incalculável, porque a pessoa nao tem como se defender, dizem que é e afirmam ser, provar como? Se estao dizendo que é? Voce fica frágil, triste, se inclausura, passa a odiar o caluniador de moorte... nada mais lhe interessa se nao a solidao, vindo consequentemente as doenças e a morte. Há características que você pode se aperceber no comportamento destes possuídos pelo mal: eles andam aos bandos. Ninguém calunia sozinho. Como dizia o ditado: “O nambu procura o bando”.

E o perfil destes infelizes vai aparecendo cada vez mais.

 

 

 

Os caluniadores passam a ter êxtase de sentimentos de bondade para consigo mesmo.Caluniando aos outros, se sentem melhores do que suas vítimas.São soberbos e presunçosos.Na presença de suas vítimas, agem com desfaçatez, num teatro simulado de hipocrisia. São aqueles que não nos olham nos olhos. Não conseguem disfarçar que cometeram a calúnia.São fáceis de serem descobertos e identificados.São péssimos artistas.

 

 

 

Tentam fugir com seu comportamento flamejante do inferno em que vivem. Sorriem com ironia. Flutuam em sua cegueira espiritual pela trave que se encontra em seus olhos, acusam desvairadamente para se defenderem emocionalmente de seus próprios demonios, a inveja do sucesso de seu próprio semelhante. Fazem a notícia sair em rastilho de pólvora para atingir o seu alvo. A corrente se forma. Os nambus se multiplicam. E então o infeliz caluniador se sente o máximo. Quer por que quer aplicar uma lição de moral e ética naquele por quem ele nutre a inveja pura e inflada. Mas o caluniador não quer aparecer, jamais. É como o ladrão: sempre volta ao local do crime. Inventa outra calúnia. É um serial killer da língua canalha e cruel. É um psicopata social. Sociopata. O sucesso que “seu alvo” possui dentro da sociedade em que este infeliz caluniador vive em sua loucura existencial, deve ser atingido. Caluniadores não descansam. Os demônios não dormem. 

 

 

 

Não conseguem ver a estúpida maldade a que se dedicam. São usados pelo inimigo de Deus. São escravos do pecado. Suas vítimas estao entre nós. Sao pessoas que muitas vezes até passam a acreditar em seu próprio algoz, o caluniador. O desanimo entao os atinge. Quem já nao foi vítima de um bando de psicopatas desses?"Quem tudo suporta em silêncio - calúnia, agressões, injúrias - conquista uma autoridade moral que faz calarem os opositores e transforma aversão em admiração.Calar perante a calúnia é a maior demonstração de bom caráter!

 

Estudo realizado por Pastor Rogério Costa

Caxias do Sul – 12/04/13

 

 

Ministério Igualdade Independente

www.ministerioigualdadeindependente.webnode.com.br

Projeto Plantar

www.projetoplantar.webnode.com

 

Envie um comentário sobre o que voce achou deste link!

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário

    Pr. Rogério Costa

                www.projetoplantar.webnode.com

 

Contato

Pr. Rogério Costa
(54) - 99102.6151

(54) - 99101.5124


analberto@bol.com.br