Resposta de Deus

 

Deuteronomio 08:01,20

 

 

O JUSTO ORA

 

Deus espera que tenhamos tudo de melhor, portanto que sejamos gratos e não egoístas. Ele espera que oremos, que nos humilhemos para obter sem egoísmo o melhor. Sendo justo diante de Deus é o que o Senhor espera.

Quando um homem justo ora, as coisas acontecem. Deus não rejeita o justo. Ele ouve atentamente. E o efeito de sua oração é muito vasto. Ela tem poder. Devemos notar, contudo, que só é realmente justo quem está totalmente entregue ao Senhor. Esse justo o Senhor ouve porque cuida daqueles que nele confiam. Como continuaria orando se não entendesse que Deus cuida dele e demonstra o seu poder por meio da oração? É por essa razão que o justo pode orar, porque compreende o cuidado de Deus. Ele ouve, responde e manifesta o seu poder quando o justo o busca em oração.

A oração do justo pode influenciar a vida da família, da igreja e da sociedade. Ele ora por seu lar para que haja proteção, soluções de problemas e cura dos doentes; ele ora por sua igreja para que ela seja forte, unida e uma grande benção no lugar onde está implantada; ele orapela sociedade em que vive, pois ela está doente e é urgente que justos orem para que seja restaurada. Ficamos tristes com a situação de falta de justiça, mas não é suficiente ficar triste. É necessário também orar intensamente por nossa sociedade. A oração é a grande arma do justo. O profeta Elias orou e desafiou os profetas de Baal e Deus ouviu a sua oração (1Rs 18.25-38). Ele ouvirá também hoje a oração do justo, pois ela é poderosa e eficaz. Quando o justo ora, acontecem maravilhas.

 

 

Deuteronômio 8:01,20

 

1  Todos os mandamentos que hoje vos ordeno guardareis para os cumprir; para que vivais, e vos multipliqueis, e entreis, e possuais a terra que o SENHOR jurou a vossos pais.

2 E te lembrarás de todo o caminho, pelo qual o Senhor teu Deus te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, e te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos, ou não.

3 E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram; para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem.

4 Nunca se envelheceu a tua roupa sobre ti, nem se inchou o teu pé nestes quarenta anos.

5 Sabes, pois, no teu coração que, como um homem castiga a seu filho, assim te castiga o Senhor teu Deus.

6 E guarda os mandamentos do Senhor teu Deus, para andares nos seus caminhos e para o temeres.

7 Porque o Senhor teu Deus te põe numa boa terra, terra de ribeiros de águas, de fontes, e de mananciais, que saem dos vales e das montanhas;

8 Terra de trigo e cevada, e de vides e figueiras, e romeiras; terra de oliveiras, de azeite e mel.

9 Terra em que comerás o pão sem escassez, e nada te faltará nela; terra cujas pedras são ferro, e de cujos montes tu cavarás o cobre.

10 ¶ Quando, pois, tiveres comido, e fores farto, louvarás ao Senhor teu Deus pela boa terra que te deu.

11 Guarda-te que não te esqueças do Senhor teu Deus, deixando de guardar os seus mandamentos, e os seus juízos, e os seus estatutos que hoje te ordeno;

12 Para não suceder que, havendo tu comido e fores farto, e havendo edificado boas casas, e habitando-as,

13 E se tiverem aumentado os teus gados e os teus rebanhos, e se acrescentar a prata e o ouro, e se multiplicar tudo quanto tens,

14 Se eleve o teu coração e te esqueças do Senhor teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão;

15 Que te guiou por aquele grande e terrível deserto de serpentes ardentes, e de escorpiões, e de terra seca, em que não havia água; e tirou água para ti da rocha pederneira;

16 Que no deserto te sustentou com maná, que teus pais não conheceram; para te humilhar, e para te provar, para no fim te fazer bem;

17 E digas no teu coração: A minha força, e a fortaleza da minha mão, me adquiriu este poder.

18 Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, que ele é o que te dá força para adquirires riqueza; para confirmar a sua aliança, que jurou a teus pais, como se vê neste dia.

19 Será, porém, que, se de qualquer modo te esqueceres do Senhor teu Deus, e se ouvires outros deuses, e os servires, e te inclinares perante eles, hoje eu testifico contra vós que certamente perecereis.

20 Como as nações que o Senhor destruiu diante de vós, assim vós perecereis, porquanto não queríeis obedecer à voz do Senhor vosso Deus.

 

 

Força Vs. 18

Ele almeja que sejamos Vigorosos, com muita energia, força, capacidade, poder, riqueza, recurso ou substancia.  Geralmente o termo (força) significa capacidade ou habvilidade, quer seja física, mental ou espiritual.  Aqui Moisés informa a Israel que é Deus quem lhe dá a habilidade, poder, recursos, resistência, capacidade de obter riqueza, pois bênçãos materiais estão incluídas nas promessas aos patriarcas e aos seus descendentes..

 

 

No Vs. 17

 Moisés adverte Israel estritamente a não concluir, de modo errôneo, que sua capacidade para o sucesso seja um talento inato, mas a reconhecer humildemente que seja uma habilidade dada por Deus.

 

 

Vs. 18

Este texto nos diz que deve existir riqueza para estabelecer e verificar a Aliança. Ela não deve ser desperdiçada com egoísmo.  É claro que Deus deseja que nossas necessidades sejam atendidas e Ele quer que tenhamos os nossos desejos de coração; mas assim que as nossas necessidades forem atendidas, o que pode ser feito com o excedente da sua bençao?  Voce pode viver em mais de uma casa ao mesmo tempo?  Deus deseja que usemos nossa abundancia para abençoar os outros.

Deus quer que tenhamos riquezas, mas o dinheiro em si é apenas parte da riqueza. Uma pessoa pode ter milhões e ainda ser pobre: pobre de saúde, pobre de paz, pobre de amizades.  Riqueza é muito mais que dinheiro e bens.   Precisamos de sabedoria para receber a aliança da prosperidade de Deus.  Sabedoria para receber  riqueza sem que ela nos domine e enxergar sua amplitude e propósito para todo o nosso ser, que com riqueza e saúde, paz e amigos, sirvamos aos outros.  A prosperidade da aliança de Deus é sempre um meio para um fim e nunca um fim em si mesma.

Filemom 4ª,  Graças dou ao meu Deus...    14   Mas nada quis fazer sem o teu parecer, para que o teu benefício não fosse como por força, mas, voluntário.

Joao 10:10   O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.

A Aliança de Deus conosco é uma aliança para a vida abundante. Desde o inicio dos tempos, as Escrituras Sagradas nos mostram que Deus queria nos ver felizes e prósperos.  Em Genesis é dito que Deus fez tudo e declarou que tudo era bom. Depois, Ele deu esta bela e farta terra a Adao;  Adao recebe o domínio sobre tudo dela, 

Genesis 01:28. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.

Desde o inicio, o plano de Deus era de que o ser humano enriquecesse e tivesse uma vida próspera e abundante. Aqui, Jesus declara sua intenção de recuperar e devolver ao ser humano o que era intenção do Pai e anular e bloquear a intenção  do demônio de impedir que o recebêssemos.  

 

Deuteronomio 08:18  Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, que ele é o que te dá força para adquirires riqueza; para confirmar a sua aliança, que jurou a teus pais, como se vê neste dia.

Salmos 1:01,06  1 ¶ Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.2 Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.3 Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.4 ¶ Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.5 Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.6 Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá.

2 Tessalonicenses 01:03  Sempre devemos, irmãos, dar graças a Deus por vós, como é justo, porque a vossa fé cresce muitíssimo e o amor de cada um de vós aumenta de uns para com os outros.

 

 


Estudo realizado por Pastor Rogério Costa

Caxias do Sul – 11/09/14

 

 

Ministério Igualdade Independente

www.ministerioigualdadeindependente.webnode.com.br

Projeto Plantar

www.projetoplantar.webnode.com

 

 

Envie um comentário sobre o que voce achou deste link!

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário

    Pr. Rogério Costa

                www.projetoplantar.webnode.com

 

Contato

Pr. Rogério Costa
(54) - 99102.6151

(54) - 99101.5124


analberto@bol.com.br