Rejeição

 

 

Qualquer tipo de rejeição, não importa se é no amor, sua carreira, amigos, uma proposta do livro ou qualquer outra coisa, não é algo que deve afetar a sua felicidade.

 

 

Sentir-se bem após uma rejeição às vezes parece impossível, mas não deve ser algo a tirar a felicidade de sua vida. O sofrimento mais comum após uma rejeição é o de “perda”, com o qual você sofre, seja com a perda de uma oportunidade, a perda de uma relação especial ou perda de alguém importante em sua vida.

 

 

 A realidade da vida é que a rejeição faz parte do ato de viver, e haverá ocasiões em que a sua candidatura, o seu pedido de namoro ou suas ideias serão rejeitadas por alguém, em algum lugar.

 

 

É uma atitude saudável aceitar a rejeição como parte da vida e reconhecer que o que realmente importa é encontrar o caminho para se recuperar e tentar novamente.

 

 

Rejeição sentimento ruin pra quem provoca, e pior ainda pra quem recebe, afinal poucas coisas dói tanto quanto a indiferença...  Pior que o abandono e a rejeição, só a cegueira do coração.

 

 

A dor da rejeição, mesmo que passageira, é desconfortável. A rejeição é uma dor imensa, invade o corpo, a alma, a vida e vai delimitando passos e definindo rumos.

 

 

Se não houver uma reação positiva, esta experiência dolorosa toma conta do futuro, de todos os planos.

 

 

Estudos revelam que a dor é literal, sensorialmente dolorosa, como uma queimadura por exemplo, mas que com o tempo cura, porém ficam as cecatrizes.

 

 

O que permite falar que a rejeição arde, dói e incomoda!. Além disso, outras pesquisas relatam que curar se de uma rejeição é como se livrar de um vício. E sejamos justos, se fosse fácil escapar, não se chamava vício.

 

 

Nao é anda fácil. Uns nunca mais se recuperam de uma rejeiçao, vindo até odiar ou morrer... em alguns casos, como por exemplo com infarto, depressao, cancer, etc.

 

 

E a ajuda para superar esta fase? Boa pergunta. Imagine que existem centenas de clínicas para reabilitação de dependentes químicos, mas nenhuma para a reabilitação de quem levou um fora.

 

 

Rejeiçao em outras palavras nada mais é que um chega-pra-lá! Um chega-pra-lá daqueles, uns explicitos, outros sorrateiros, ou seja, as pessoas te rejeitam fazendo voce acreditar que nao te rejeitam, sao as verdadeiras viboras cobras peçonhentas falsas, te fazem acreditar que te amam, até dizem isso, choram com voce, na sua frente ou de alguém que lhe interesse, é pelo fato de nao se comprometerem com a culpa do que posa vir acontecer com a vítima, o rejeitado.

 

 

Rejeitam com sutileza, te deixando de fora das datas mais importantes, desmarcando de ultima hora uma coisa importante antes marcada, falando de voce, dos seus defeitos, das suas limitaçoes, dos seus passados aos outros, fazendo voce se envergonhar, mas negam, negam veementemente, te confundindo, até deixando meio explicito que voce é o culpado daquelea rejeiçao, é incrivel, satanico eu diria.

 

 

As pessoas só fazem com a gente o que deixamos que façam. Não gosto de regras, mas esta frase anterior é um paradigma em minha vida.

 É claro que não podemos decidir as ações alheias. Estar conosco é uma escolha que cabe a cada um que cruza nosso caminho e é, de forma tácita ou não, convidado a permanecer nele. Uma vez que este alguém decidiu trilhar outra estrada sem você, e não antes de você persistir até a linha onde termina a tentativa e começa a humilhação, se faz necessário entender e aceitar que a história ganhou um ponto final involuntário; aqui é um ponto importante, acaba qualquer vinculo mesmo que seja com alguem da familia, amigo e / ou bem próximo da gente, acaba sem volta, ai piora o caso da rejeiçao, farao pergunta para voce do tipo: Eu queria saber o que nós fizemos para ele nao ligar mais? O que fizemos de tao grave que nao nos quer mais ver? Ou, o que será que eu fiz? srsrsrsrs. Chega ser engraçado para nao dizer trágico.

 

 

Mas a sua história pessoal continua, e como enfrentar a situação é que vai fazer toda a diferença.

Aqui, quando eu falo de minha experiencia com este ponto, a rejeiçao, o que tenho a dizer é estou superando! Dificil, muito dificil, incalculavelmente dificil, só quem vive este sentimento alheio é que sabe o quanto dói.

Todo mundo tem o direito de escolher, assim como você, mas não é a escolha do outro que define quem você é. "Ele não me quis, sou um lixo" se fossemos determinar nossa existência pelos outros, estaríamos fadados a uma falácia afetiva sem fim.

 

 

A auto-estima não pode ser abalada por uma rejeição, obviamente, ela é o calcanhar de Áquiles dos apaixonados, de áqueles a quem amamos de verdade, que sem interesses pesoais tentamos ou lutamos vida inteira até entender que somos rejeitados, ou acreditar, as vezes vemos e sentimos, mas continuamos lutando, incistindo, mas no fim ainda ficamos pior, assim, merece nossa atenção especial quando nos sentimos rejeitados.

 

 

 A gente escolhe tudo por afinidade, comida, roupa, pessoas, amigos, aprentes, carro... mas relacionamentos já é bem mais complicado. Difícil dizer o quanto dói, o quanto atinge sua intelectualidade. Essas pessoas substimam sua inteligencia culta, rebaixam sua moral, desmerecem seu caráter, e amis, despresam seu caro amor por eles.

 

 

Difícil dizer com precisão o motivo pelo qual nos relacionamos com esta ou com aquela pessoa. Portanto, não escolhemos de forma racional, a rejeição ocorre da mesma forma, impiedosamente, cruelmente, degradantemente, devastadoramente, inescrupulosamente. Não houve uma escolha baseada em argumentos sólidos, mas um que sem fórmula que esfriou, as vezes nem chegou a esquentar, a relação.

 

 

 Ou as vezes, falsamente dure até por algum tempo, como eu disse antes, disfarçado de `amor`, de bondade, de falsos argumentos de piedade, quando na verdade, sao pessoas falsas que nao tem argumentos convencedores para te dizer que nao gosta de ti, fica por anos te enganando, soltando lágrimas em teu favor, quando na verdade estao maquinando pelas costas, detestando tua presença, teu comportamento, tua diferença.!! Chega ser um bullyng violento éssa tal rejeiçao. O bullying, a violência, a rejeição... Será mesmo que é ir longe demais ser solidário, querer ajudar, ser bom e querer levar a vida normalmente? Quem são os verdadeiros doentes?

 

 

Os que rejeitam ou os que sao diferentes na sociedade? Qual o padrao da diferença? O que é ser diferente? Quem são os verdadeiros heróis? Onde está o Brasil democrático? Devemos continuar sendo vítimas do preconceito,do equívoco,da ignorância, da violencia, do bullyng? Não, definitivamente, não podemos morrer, sem antes lutar por uma sociedade justa e livre, por um Brasil de todos os brasileiros, onde podemos expressar nossos direitos, nossas livres escolhas, inclusive a de amar de mais, sem excessão!Pois uma sociedade não é feita pra reproduzir a si mesma num ciclo vicioso, mas também deve visar as necessidades e aspirações de toda a população.

Nao existe possibilidade alguma nem receita que me mostre que um individuo seja capaz de viver para sempre sozinho, por isso este indice alto de indeferença, de rejeiçao, porque as vezes tentamos a todo custo fazer entender que viver isoladamente nao é bom para uma vida reta e integra diante da sociedade, da igreja, etc.

 

 

E como parte dessa sociedade devemos ser corajosos para levantar o nosso estandarte e pedir pelo impossível, a mudança tem que partir de quem quer ver a mudança. De nós... Mesmoq ue seja necessário afastar-se para sempre dos eternos acusadores, rejeitadores. Devemos derrotar nossos medos e não esperar que eles criem força e nos derrotem... Devemos primeiro viver, lutar pela sobrevivencia, formar novos laços, novas espectativas e em alguns casos até nova familia.

 

Rejeição!
Com mais de mil ferros me mataste; O coração que tanto te quería; Choro agora a dor que não sentía; Por todo este amor puro renegaste. Foge de mim a vida em prantos longos; Se carinhos mil te dei que não pediste; Dos fogos e calores que não sentiste; No meu peito me róiem vermes gongos. Se me ceifar a vida é com prazer; A mais ninguém desdita esta devo; Sem teu querer a viver me não atrevo; Milagre algum me poderá jamais valer. Por esse mundo afora me vou perder; Desta vida nada mais peço ou desejo; No teu peito só vontade há de despejo; Só no meu vontade existe de não viver. Longe vai esta minha ideia torta; Sonhar mudar o mundo desumano; Por mais que sonhe amor à minha volta.

 

Nada mais serei eu que um vil mundano.

`Rejeição é como um punhal encravado no teu coração, num local, mais profundo, do teu ser; é só tocar, de leve, na bainha dele, e a dor é dilacerante...  Então você prefere adiar a sua extirpação`

 

Estudo realizado por Pastor Rogério Costa

Caxias do Sul – 12/04/13

 

 

Ministério Igualdade Independente

www.ministerioigualdadeindependente.webnode.com.br

Projeto Plantar

www.projetoplantar.webnode.com

 

 

Envie um comentário sobre o que voce achou deste link!

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário

    Pr. Rogério Costa

                www.projetoplantar.webnode.com

 

Contato

Pr. Rogério Costa
(54) - 99102.6151

(54) - 99101.5124


analberto@bol.com.br